domingo, 13 de novembro de 2016

Meia Maratona da Nazaré 2016


A 18.ª Meia Maratona da Carreira Desportiva está feita. Desta vez, o Turismo Desportivo em família, foi na cidade costeira da Nazaré, para participar na Mãe de todas as Meias Maratonas. Esta prova vai já na sua 42.ª edição é obra!!!


Duas semanas após ter participado nos 20km de Almeirim, não tive coragem de ficar em casa, já que há alguns anos andava com interesse em participar nesta prova, já que me diziam que era uma prova muito bonita e bastante participada.
De Portalegre participou igualmente o amigo Tozé Lopes do grupo de Amigos "Os Trinca Espinhas" 


A prova decorreu com um clima muito bom para a prática desportiva com muito sol e com vento muito reduzido.
Esta prova não é pródiga para a obtenção de PR (Personal Record), uma vez que no seu percurso a prova decorre por locais algo íngremes. Os seus primeiros 4k são na cidade da Nazaré depois somos dirigidos para uma localidade vizinha de nome Famalicão e é aí que estão as maiores dificuldades, já que esta localidade dista da Nazaré cerca de 6-7k, então até lá "É SEMPRE A SUBIR", mas é verdade o que se sobe também se desce, mas a frescura já não é a mesma, já que o desgaste na subida faz mossa.

A possibilidade de bater recordes será efectivamente nas Meias da cidade de Lisboa, assim espero conseguir na próxima Meia, que será a 4 de dezembro na Meia Maratona dos Descobrimentos.

Para a história fica a marca de 2h 02´19´´, com a classificação de 506.º em 633 classificados. 


Como podem verificar no percurso até Famalicão é sempre a subir.


clicando no link dá acesso a toda a prova

clicando no link dá a acesso à classificação

Próxima prova 1/2 Maratona dos Descobrimentos a 4 de dezembro

domingo, 30 de outubro de 2016

20 km de Almeirim

Mais uma prova para a curta carreira desportiva, enquanto atleta.
Desta vez desloquei-me a Almeirim para participar numa prova mítica do calendário português, nomeadamente aos 20km de Almeirim.


É uma prova mítica no calendário já que esta edição foi a 30.ª edição é obra, sendo a única prova em Portugal com a distância de 20k. 
Eram duas provas com esta distância a de Almeirim e a de Cascais, no entanto, Cascais vai passar a ter a distância de Half-Marathon (1/2 Maratona).


Do meu clube ACPORTALEGRE ainda éramos cerca de uma dezena de atletas.


De referir ainda, que havia outra prova com a distância de 5,5 k que se poderia fazer em modo caminhada, prova essa que a minha esposa realizou, tendo terminado o seu trajeto com mestria.


Depois de na última prova ter conhecido a capital alemã, Berlim, desta vez conheci a cidade capital da "Sopa da Pedra" Almeirim. O trajeto da prova teve um grau de dificuldade diminuto, tendo alguma dificuldade quando nos dirigimos para a Barragem dos Patudos e no retorno para a cidade.

Tendo à sensivelmente um mês realizado a Maratona de Berlim, estava com uma expetativa elevada quanto à obtenção de uma melhor marca. No entanto, poderia ter tido uma melhor prestação, já que me sentia motivado e a participação na prova da minha esposa dava um sinal de apoio inequívoco. O filho Diogo Luís desta vez não foi porque tinha obrigações escolares.
O corpo não é de "ferro" e a obtenção de boas marcas não é como um estalar de dedos, uma vez consegue-se outras vezes não.
O objetivo principal foi atingido, o de concluir a prova, o segundo objetivo seria fazer um tempo inferior a 1h59´59", consegui.


Para os anais de história fica a marca alcançada, ou seja, 1h 56´50". Estou satisfeito por ter realizado mais uma prova, com o tempo nem por isso, fica para a próxima.

clicando no link dá acesso a toda a prova via Garmin Fénix 3
https://connect.garmin.com/modern/activity/1426942010


clicando no link dá acesso à classificação
http://20kms.almeirim.org/2016/ClassGeral.pdf

Próxima prova 1/2 Maratona dos Descobrimentos em Lisboa a 4 de dezembro

quarta-feira, 28 de setembro de 2016

Maratona de Berlim

 A 5.ª Maratona da Carreira desportiva está feita. Foi em Berlim. Sim BERLIM!!!A Maratona de Berlim faz parte da World Marathon Majors, que é uma competição que é composta de seis maratonas anuais realizadas em ChicagoLondresBostonNova YorkBerlim e Tóquio (desde 2013); uma prova bienal, a maratona do Campeonato Mundial de Atletismo e uma quadrienal, a maratona dos Jogos OlímpicosCada série WMM estende-se por dois anos civis, o segundo ano de uma série sobrepõe-se com o primeiro ano da próxima.

Maratonas WMM

A Maratona de Berlim é uma maratona muito rápida e de alto nível atlético, por ser disputada sob condições climáticas adequadas e num percurso plano, sem grandes elevações. Os elevados prémios monetários atraem anualmente alguns dos melhores maratonistas do mundo de ambos os sexos. 

O evento é dividido por dois dias de um fim de semana. No sábado, patinadores - cerca de 8 mil deles - cadeiras de rodas, caminheiros, marchadores e ciclistas com deficiências que correm em bicicletas especiais, disputam uma prova no mesmo percurso e distância da maratona do dia seguinte. Uma corrida para crianças, com um décimo de distância da maratona - 4.219,5 m - também é disputada.
Em 2014, o queniano Dennis Kimetto estabeleceu um novo recorde mundial para a distância nesta maratona, com a marca de 2:02.57, a décima vez que um recorde mundial foi batido em Berlim e o sétimo deles na prova masculina.

Como referi anteriormente, a prova tem um percurso completamente plano, tendo como partida o parque  verdejante de Tiergarten.

Demarcado todo dentro da metrópole de Berlim, o percurso da prova começa e acaba próximo das Portas de Brandenburgo. Por causa da divisão da cidade antes da reunificação da Alemanha, até 1989 ele era limitada à área de Berlim Ocidental. Na edição de 1990, após a queda do Muro, os atletas puderam finalmente atravessar Brandenburgo e a cidade unificada viu corredores passarem por suas duas metades. Um grande número de alemães que participou desta prova cruzou Brandenburgo com lágrimas nos olhos.

Atualmente, após deixar Brandenburgo, o percurso passa por Charlottenburg, contorna o Tiergarten e dirige-se ao sul para Friedrichshain. Neste bairro, vira à oeste e passa através de Schöneberg para Steglitz e Zehlendorf, onde vira para o norte de volta em direção ao centro de Berlim. Contornando novamente Schöneberg, o percurso termina fazendo um círculo completo, atravessando novamente as Portas de Brandenburgo até a linha de chegada.


Para participar nesta prova os atletas ACPORTALEGRE/UTSM sujeitaram-se a um sorteio de dorsais, em que para esse mesmo sorteio estavam inscritos cerca de 500.000 participantes. Participaram cerca de 42.000 atletas de 122 nacionalidades.
Nesta foto os atletas ACP posam com o vencedor de 2014 Wilson Kipsang com a marca de    2h 03´23" .
Para este CityBreak Desportivo a Berlim acompanharam-nos a família Monteiro, desde já queria agradecer a eles por se terem revelado uma excelente companhia, um casal sempre bem disposto e muito simpático a eles o nosso obrigado!

VALEU A PENA!!!

Em relação ao meu desempenho ele podia ser melhor, todavia o primeiro objetivo foi alcançado, o terminar a prova em bom estado. O segundo objetivo não foi alcançado, uma vez que queria melhorar a marca de Sevilha de 4 h 12´, não consegui. Há que continuar a trabalhar com o mesmo afinco e dedicação como tenho feito até aqui.

A marca que alcancei foi a melhor possível, já como o João Carlos referiu no site do clube "https://acportalegre.com/2016/09/25/monteiro-e-rodrigues-na-maratona-de-berlim/", a preparação para esta prova não foi fácil, uma vez que no nosso Alentejo as temperaturas altíssimas que se fizeram sentir não permitiram a consolidação de um processo treino ao nível dos desempenhos pretendidos.

 Para a história fica a marca de 4 h 33´03".


clicando no link dá acesso a toda a classificação

clicando no link dá acesso a toda a prova via Gamin Fénix 3

domingo, 3 de julho de 2016

Corrida do Sporting 2016

 De volta às correrias!!!

Pela primeira vez realizei a Corrida do Nosso Grande Amor "Sporting". 
Difícil entender, porquê a primeira vez? porque a prova mudou de data, antes realizava-se em outubro por volta da Maratona de Lisboa e Meia Maratona, ou semana antes ou semana depois destas provas. Se se mantiver esta data, com certeza é prova para entrar no meu calendário de provas.

Foi uma prova com um traçado com uma altimetria de 90m de elevação, teve como percurso: "em direção à Rua Fernando Fonseca, Rua Francisco Stromp, Rua Cipriano Dourado, até ao Campo Grande, Avª da República, Praça Duque de Saldanha, Avª Fontes Pereira de Melo, onde tem o retorno junto ao Palácio Sotto Mayor, continuando pelo mesmo percurso até ao Campo Grande, segue para a Alameda das Linhas de Torres, vira à esquerda para a rua Ator António Silva, em direção à Rua Cipriano Dourado, Rua Francisco Stromp, segue para a meta no estádio". in site da prova.
Não fui o único atleta do meu clube a participar, já que me fiz acompanhar dos colegas Rui Monteiro, João Farinha, Sérgio Carinhas e Paula Matos.

Foi uma prova que me correu bem, sendo noturna, no entanto sei que consigo melhorar e muito, ou seja, consigo fazer uma marca abaixo dos 50´, isto é ser sub50. (não é difícil, tem é que existir outra capacidade de resiliência).
Digo isto, porque me conheço e durante as provas vou sempre em ritmos aceitáveis, nunca vou a TOP e nem no RED LINE, por isso é que a melhoria das marcas não tem sido muito evidente.

No entanto, para mim o que conta efectivamente é o facto de ir participando em provas e "SER FELIZ COM A CORRIDA EM FAMÍLIA", que é o que está a acontecer.

Rumo ao grande objetivo do ano ser sub4h na Maratona de Berlim realizar-se a 25 de setembro.

 Mas para a história fica o seguinte tempo chip de 54´15´´.
clicando no link dá acesso a toda a classificação

clicando no link dá acesso a toda a prova via Garmin Fénix 3

terça-feira, 26 de abril de 2016

EDP Rock n´Roll 1/2 Maratón de Madrid 2016

A família aproveitou o fds prolongado e mais uma vez me acompanhou para realizar uma prova, aproveitamos assim para fazer o dito Turismo Desportivo.
Pelo segundo ano consecutivo, fomos à capital do país vizinho para competir na Meia Maratona da cidade organizada pelo grupo americano Competitor.
Foi uma prova que ocorreu sob um calor primaveril, com uma temperatura a rondar os 20º .
Para esta prova levava as expetativas em alta, no entanto, vieram a sair goradas.
As expetativas eram altas porque esta era a minha 17.ª Meia e foi nesta prova que bati o RP (record pessoal). Julguei-me que já tinha alguma experiência (coisa mais errada), pois apenas treinei durante 3 semanas com alguma intermitência não tendo realizado qualquer treino longo de 17-18 k .

Se Há Dias Maus Este Foi Um Deles

uma vez que obtive uma marca (tempo) horrível para mim, já que sei que consigo fazer muito melhor.

Lição para o futuro, não menosprezar a planificação de treino, realizar 1 a 2 treinos longos, fazer treinos diferenciados (força, rampas, velocidade e fartlek´s).
Para a história fica a marca de 2h 06´15´´ (horrível) e a classificação de 5011 em 9952. 


clicando no link dá acesso a toda a prova
https://connect.garmin.com/modern/activity/1139942878


clicando no link dá acesso à classificação
http://resultadoscarreras.es/index.php?pag=res&idi=ES&car=29&eve=6

domingo, 17 de abril de 2016

Scalabis NightRace 2016

Para realizar a Scalabis, comecámos o dia na Freguesia da Amora, onde a família esteve presente para acompanhar o filhote Diogo Luís, na sua primeira experiência na modalidade de Triatlo em representação do seu clube - Clube4Estilos.

Para esta prova tinha as expectativas moderadas em relação à participação do meu filho, uma vez que era a primeira prova e logo em águas abertas no Rio Tejo.
A prova teve as distâncias de: Natação - 300m; Ciclismo - 9000m; Atletismo - 2000m, enfim isto só para TRI-ATLETAS.  

Fiquei muito surpreendido com o meu filho na prova de natação, em que na defensiva partiu em último e na saída da água já tinha deixado uns quantos para atrás. Esta surpresa deve-se acima de tudo pelo facto, de o Diogo ter competido sem fato isotérmico já que a maior parte dos atletas tinha este fato. 
Um dos fatores que fez o Diogo ir perdendo algum fulgor deveu-se ao facto de ter competido com bicicleta de BTT, numa próxima este erro não ocorrerá.

De volta às correrias estive pelo segundo ano consecutivo nos 10k da Scalabis Night Race em Santarém.
Foi uma prova que eu já conhecia, mas pela envolvência humana e pelo facto de me testar para a 1/2 Maratona de Madrid teria que voltar a fazer.
Esta prova teve cerca de 2216 finalistas nos 10k, além da dificuldade de correr em calçada os dois primeiros km´s têm-se aalguma dificuldade em progredir na medida em que devido ao encontrões e empurrões que estamos sujeitos, podemos por em causa toda uma prova, por isso há que não arriscar e não andar no red line, é o que tem acontecido comigo, nunca ando em RED LINE, por este facto ainda nunca caí e nunca desisti.
Para a história, fica a classificação do meu escalão VET40 no lugar 282/509, a classificação geral foi 862/2216 com a marca de 52´57" - tempo chip.


clic no link para ter acesso a toda a prova

clic no link para ter acesso a toda a classificação

Próxima prova - 1/2 Maratona Rock n´Roll de Madrid

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Maratona de Sevilha 2016


SEVILLA TIENE UN COLOR ESPECIAL!!!

E pronto a quarta Maratona da carreira está concluída. Foi a minha segunda participação nesta emblemática maratona no país vizinho.
Éramos 13000 almas, 1539 mulheres e 11466 homens.
"A Zurich Maratona de Sevilha, organizada pelo Instituto Municipal de Deportes del Ayuntamiento de Sevilla e Motorpress Ibérica, esgotou de novo nesta edição os seus 13.000 dorsais disponíveis a um mês de antecedência, e conta com um espetacular percurso, o mais plano da Europa, que percorre os lugares mais emblemáticos da cidade, como a Plaza de España, a Torre del Oro, a Giralda, o Parque de María Luisa ou La Maestranza. A Zurich Maratona de Sevilha é perfeita para atingir um grande tempo devido ao seu percurso plano, ao nível do mar e protegido do vento, pelo clima da cidade no final de fevereiro, pelo belo percurso que agora volta à zona histórica e turística com mais público, pelo requintado tratamento ao corredor reconhecido pelos participantes e instituições, e porque Sevilha oferece a todos as condicionantes turísticas para que se viva uma semana única a todos os visitantes." in site da prova.


Desta vez, do clube ACPORTALEGRE fomos oito lobos a perfurar as calles de Sevilla, a saber: Miguel Serafim, Rui Monteiro, Lena Ceia, Maria Vitorina Mourato, João Carlos Correia, Manuel Ceia e a minha pessoa.

A prova teve o seu início pelas 9 h com um clima excelente para a corrida e com vento quase nulo, o que se demonstrava aprazível para a obtenção de boas marcas.
Iniciei a prova em muito bom ritmo e com o acompanhamento de 2 colegas, nomeadamente a Lena Ceia e o Rui Monteiro, fomos os três juntos até sensivelmente aos 17 km´s . Aí a Lena continuou o seu ritmo (ou aumentou), porque foi a partir daí que comecei a perder alguma cadência.
É aqui que aparece o grande Rui Monteiro, pois foi o Rui que me incentivou a continuar com o bom ritmo que trazia, por forma a conseguir bater a minha marca, ou seja, obtive aqui a minha melhor marca numa 1/2 Maratona 1 h 55`57´´.
A partir da 1/2 conheci um verdadeiro amigo, o Rui Monteiro. 
Pois, não mais o Rui me abandonou, já que foi o meu anjo da guarda até ao final da prova, 
era o Rui que ia aos abastecimentos e me dava água;
era o Rui que puxava por mim;
era o Rui que me incentivava;
o Rui foi um verdadeiro amigo na verdadeira aceção da palavra, publicamente aqui agradeço ao Rui todos os estímulos que me foi dando. 

Abraço forte para ele.

No que ao traçado da prova diz respeito, tenho a destacar pela negativa o facto do traçado ter mais que efetivamente os 42,195m, o meu Garmin Fénix registou 43,090m.
Não fui o único a registar mais metros no GPS, tenho conhecimento de outros colegas que também detetaram a mesma incidência, estranhamente este facto ocorreu quando era uma prova em que se esperavam mínimos olímpicos e era uma prova que estava calendarizava no Campeonato Nacional de Espanha de Maratona.

Então para os meus registos de marcas desta prova, contam os tempos que o meu Garmin marcou à Meia Maratona e à Maratona. 

Deste modo, à Meia Maratona obtive a marca de 1 h 55´57´´
e aos 42,195 m obtive as 4 h 10´ 12´´ (ou seja, retirei 2 min. à Maratona de Sevilha de 2015 e retirei 17 min.à Maratona do Porto ocorrida em novembro último)  

clicar no link para ter acesso a toda a classificação

Aqui está o vídeo da minha chegada
video

clicando no link dá acesso a toda a prova

Enfim, nesta Maratona consegui bater os meus melhores tempos à Meia Maratona e à Maratona!!!

Enahorabuena, lo he conseguido!!!

domingo, 31 de janeiro de 2016

Media Maratón Ciudad de Plasencia 2016



Mais uma vez desloquei-me ao país vizinho para realizar mais uma 1/2 Maratona, desta vez na cidade da Extremadura de Plasencia pertencente à província de Cáceres. Do meu clube ACPORTALEGRE/UTSM foram 4 atletas, Emílio Paulino, Francisco Costa, Bruno Carrilho e Nuno Filipe Rodrigues.  
A prova teve inicio às 11h com uma temperatura excelente para a prática desportiva, levantando-se apenas algumas rajadas de vento junto às margens do Rio Jerte. 

À partida, éramos 608 atletas, de entre os quais o campeoníssimo e amigo Bruno Paixão, que veio a conquistar a vitória final com um tempo de 1h07´55´´.
Posso destacar o trajeto da prova: "Avda. de la Hispanidad (SALIDA), Avda. de Salamanca, Cruce Parque Infantil de Tráfico, Arcos de San Antón, Avda. Juan Carlos I, Avda. del Puerto, Cañada Real, Avda. Villa La Mazuela, La Encina, Obispo Cipriano Calderón Polo, Cañada Real, Avda. de la Hispanidad, Arcos de San Antón (Parque), Ronda del Salvador, Puerta Berrozana, Ronda Higuerillas, 
Bajada San Lázaro, Puente San Lázaro, Millán Estrían, Avda. Río Jerte, Paseo de la Ribera, Carretera de Malpartida, Rambla de Santa Teresa, Travesía Obispo Laso (Parque El Cachón), Paseo de Río Jerte, Puente Pepe Neria, Parque de la Isla, Paseo Fluvial Río Jerte, Salida a Federico García Lorca, Entrada a Paseo fluvial rio Jerte, Salida a Ctra. de la Presa, Ctra. de la Presa, Paseo Fluvial Rio Jerte, Puente de la Vinosilla, Paseo fluvial Río Jerte, Puente Nuevo, Parque de la Isla, Diego de Jerez, Puente Trujillo, Cañón de la Salud, Ancha, Rúa Zapatería, Plaza de Ansano, Santa Isabel, Blanca, Trujillo, Plaza Mayor, Rincón de San Esteban, Las Claras, Encarnación, Talavera, Plaza Mayor, Sol, Avda. de la Salle, San Calixto, Ordenes Militares, Avda. Virgen del Puerto, Avda. de la Hispanidad (META)". (retirado do site da prova), deste modo a prova decorreu na sua maioria junto das margens do Rio Jerte, em caminhos pedonais, no entanto correu-se igualmente no perímetro urbano, em determinados trechos da prova o percurso fez-me lembrar o trail, uma vez que o piso era terra batida com pedras soltas, mas tudo bem. 
Em Espanha as meias maratonas por vezes têm este tipo de piso, já que muitos "pueblos" têm a sua Media Maratón e desta forma é a maneira simples de se fazerem quilómetros e  de se sair do perímetro urbano.

Para a história fica o registo de 2h00´03´´ alcançando o lugar de 554/604. 


clicando no link dá acesso a toda a prova via Garmin Fénix 3


clicando no link dá acesso à classificação

Próxima prova Maratona de Sevilha a 21 de fevereiro