terça-feira, 4 de abril de 2017

Maratona di Roma 2017


A 6.ª Maratona da carreira está feita. Desta vez foi na CIDADE ETERNA - ROMA. Que cidade deslumbrante, tudo é história, todas as palavras são poucas para descrever a monumentalidade desta cidade.


Novamente o ACPORTALEGRE7UTSM fez-se representar, novamente o Rui Monteiro acompanhou-me nesta nova etapa.


Correr em Roma não é como correr numa cidade comum. Afinal, são poucas as cidades do mundo que podem levá-lo ao século XV e à época dos romanos antes de Cristo e depois trazê-lo de volta à vibrante cidade contemporânea com o contraste dos dias atuais e toda cultura milenar misturada!
O percurso da Maratona de Roma começa no Via dei Fori Imperiali, perto do Coliseu, e percorre as belas ruas e avenidas da cidade, passando pela Praça São Pedro, Piazza Venezia, Piazza de Spagna, Piazza Navona, o Panteão, entre outros conhecidos símbolos.


Para este city break desportivo a Roma, acompanharam-nos a família Monteiro, desde já gostaria agradecer a sua companhia, um casal sempre bem disposto e muito simpático mas com uma grande "pedalada" a eles o nosso obrigado.


O meu desempenho desportivo não podia ser melhor, já que depois de à 2 semanas ter batido o RP na 1/2 Maratona de Lisboa, desta vez bati o meu recorde pessoal na Maratona com a marca de 4h02´48´´




Estou hiper super contente!!!

Foram 12 semanas de verdadeiro sacrifício, de muita dedicação e verdadeiro empenho.
Treinei séries, rampas, fartelk´s, 2 meias maratonas, treinos de ritmo, treinos longos, no entanto, apenas 2 (de 24k e 28k), enfim foi uma dedicação em toda a escala.

CONSEGUI!!!



clicando no link dá acesso a toda a classificação

clicando no link dá acesso a toda a prova

segunda-feira, 20 de março de 2017

EDP Meia Maratona de Lisboa 2017


15 dias após a 1/2 Maratona de Mérida cá voltei eu à estrada para mais uma prova. Foi a 27.ª Meia Maratona de Lisboa.

Esta prova tem a sua partida na lindíssima Ponte 25 de Abril, construída no antigo regime, no entanto, continua a ser uma obra arquitetónica de inegável beleza.
É por sinal a prova com mais participantes em Portugal, tendo tido 10469 classificados. Esta prova é indicada para a obtenção de boas marcas, já que tem um traçado completamente plano e caso as condições atmosféricas forem favoráveis, os ingredientes estão lançados. 



Nesta emblemática prova fiz-me acompanhar do amigo Vivaldo Tanganho, que tem sido um companheiro fantástico, já que tem sido ele a minha companhia em três treinos da semana, nas 6.ªs feiras, sábados e domingos.
Tinha como meta efetuar uma marca inferior à marca de 2015 (1 h 59´) e consegui.
A marca alcançada em parte foi conseguida já que aos 17 km´s o Vivaldo renasceu das cinzas e rebocou-me até à meta, tendo alcançado a melhor marca numa 1/2 Maratona 1 h 53´12".


 Ao Vivaldo Tanganho o meu obrigado.


 Para a história fica este certificado com a marca de 1 h 53´12". Estou muito satisfeito!

CONSEGUI!!!





clicando no link dá acesso a toda a prova

Para a história fica a classificação de 3578 em 10469 atletas.


clicando no link dá acesso a toda a prova

Esta prova insere-se na planificação para a grande prova do 1.º Semestre do ano, a MARATONA DE ROMA, daqui a 2 semanas, a 2 de abril.

sábado, 4 de março de 2017

XI Media Maratón de Mérida Patrimonio de la Humanidad 2017


Aqui está a primeira prova de 2017, foi na mui linda cidade Extremenha Espanhola de Mérida. Foi a segunda participação nesta mítica cidade na distância dos 21.097km.

O meu clube ACPORTALEGRE/UTSM fez -se representar com 35 atletas.

Nesta prova fiz-me acompanhar de um amigo Vivaldo Tanganho, que passados 15 anos voltou à estrada. A minha evolução em grande parte também se deve a ele, já que tem sido o meu companheiro de treinos, fazendo com que eu "ponha" carvão nos treinos, a ele o meu obrigado.


Sobre a prova, ela decorreu sob uma temperatura amena tendo por vezes ocorrido algum aguaceiro, no entanto, coisa pouca. 

Retirado do site da prova cá está o seu "recorrido" : Con más de 2000 años de historia Mérida forma parte desde el año 1993 del grupo selecto de Ciudades-Patrimonio de la Humanidad. ¡Prepárate para descubrir por qué!, ¡Disfruta de una experiencia única! ¡Vive una sensación inolvidable donde deporte e historia caminan más que nunca de la mano!.
La prueba comienza a un ritmo vertiginoso en la Avda. de la Libertad, el perfil llano, ambiente y paisaje motivan, vuelas sobre el Puente Lusitania diseñado por el prestigioso arquitecto Santiago Calatrava, (km.1). Presidiendo la rotonda, la reproducción del Augusto de Prima Porta en honor al fundador de la ciudad.
En tu recorrido, a la izquierda bajo el edificio administrativo de la Junta de Extremadura se encuentra el Conjunto Arqueológico de Morerías, resumen arqueológico de la ciudad con casas, calzadas, necrópolis de pasado romano, visigodo y árabe. Una réplica de la Loba Capitolina, regalo de la ciudad de Roma, remata la glorieta de la Plaza de Roma.
Vas a tener el privilegio de correr por el famoso Puente Romano con 792 m. y 60 arcos, construido en fechas cercanas a la de la fundación de la ciudad (25 a. C.). (Km 2).
Tras cruzar el Puente Fernández Casado, (km 4) la carrera sigue rápida, a la izquierda una “Piedad” sirve de homenaje a los Caídos por parte del escultor emeritense Juan de Ávalos. Enseguida la Plaza de Toros de San Albín (1914, 8000 espectadores) y a sus pies la Casa Romana del Mitreo ejemplifica la forma de vida de un patricio en la legendaria Emerita. El recorrido sigue siendo cómodo.
Entre el km. 6, muy cerca del monumento a María Auxiliadora, y antes del km.7 entrarás en los restos del Circo Romano situado en las afueras de la ciudad, testigo de pruebas atléticas entre otros eventos. Es uno de los mayores del mundo (30000 espectadores) y su fundación se estima en torno a los primeros años de la era cristiana. Fue construido en la colonia romana de Emerita Augusta, que fue fundada en el 25 a. C. por Octavio Augusto, para los soldados eméritos licenciados del ejército romano, de dos legiones veteranas de las Guerras Cántabras: Legio V Alaudae y Legio X Gemina. La ciudad fue la capital de la provincia romana de Lusitania. El término emeritus significaba en latín "retirado" y se refería a los soldados jubilados con honor. Fue declarado Patrimonio de la Humanidad en 1993 por la Unesco.
Su construcción fue iniciada a principios del siglo I d. C. (año 20 d.c.) durante la época de Tiberio y era el mayor de los edificios de espectáculos de la ciudad, junto con el Anfiteatro de Mérida.
El Circo forma parte del Conjunto Arqueológico de Mérida, que es uno de los principales y más extensos conjuntos arqueológicos de España. Fue declarado Patrimonio de la Humanidad en 1993 por la Unesco.
Km. 8, después del pequeño repecho llega la visita obligada a la imagen de la Mártir Santa Eulalia, patrona y símbolo de Mérida, en el famoso “hornito” ubicado en el templo romano dedicado a Marte. Detrás, la Basílica de Santa Eulalia erigida en época de Constantino (siglo V) cuya zona inferior alberga una importante excavación de época visigoda.
Entre los kms 9 y 10 siente el privilegio de correr por debajo de una de las arcadas del majestuoso Acueducto de los Milagros, construido en dos fases entre el siglo I y III d.C. cuenta con 25 m. de altura y 830 m. de longitud y se utilizaba para trasvasar el agua a la ciudad procedente del cercano Pantano de Proserpina. Rebasado el Km. 10, de frente, el Acueducto de San Lázaro.
Kms. 12 al 13, bajada vertiginosa buscando de nuevo el Guadiana, llevas buena marca no lo niegues, Puente de Hierro, construido en el último tercio del siglo XIX, con la llegada del ferrocarril a la ciudad. De nuevo, el Puente Lusitania. Cuidado con la cuesta del km. 14 (la de la “tele”) reserva energías, respira hondo y ¡adelante!.
Las fuerzas flaquean, pero seguro que se recuperan en parte cuando enfiles de nuevo el Puente Romano (bajada rapidísima) y te deleites atravesando el puente que servía de entrada a la ciudad desde el sur. (Km 16). ,al fondo el dique romano al pie de la Alcazaba, recinto militar mandado construir por Aberramán II en el siglo IX.
En el km.18 se sitúa el “Angliru” de la prueba, la Avenida Lusitania pondrá a prueba tus fuerzas. Alégrate pues, terminada la cuesta, el recorrido se suaviza muchísimo.
El km. 19 está situado cerca del Teatro y el Anfiteatro romanos, quizás los dos monumentos más emblemáticos de la ciudad, construidos pocas fechas antes del nacimiento de Cristo para entretenimiento de los habitantes de Augusta Emerita. Muy previsiblemente volveremos a dar el campanazo en esta media, en esta media única, en esta media histórica, en esta media cultural atravesando los mismos custodiados por una legión de centuriones.
De frente, al terminar la plaza, se yergue el impresionante Museo Nacional de Arte Romano, obra del arquitecto Rafael Moneo, que alberga en sus vitrinas una de las colecciones de piezas romanas más asombrosas que pueda haber en el mundo.
La carrera toca a su fin, sientes el calor de la gente, de las calles de Mérida, el recorrido acompaña, trepidante. Por la calle peatonal de Sagasta (km.20) otras dos joyas monumentales: el Pórtico del Foro Municipal y, a pocos metros, la visión estremecedora del mal llamado Templo de Diana, en realidad erigido al culto imperial, cuya construcción original se remonta al siglo I a. de C. y que está literalmente incrustado en el Palacio de los Corbos de estilo renacentista.
El final está cerca, ahora recréate en los últimos metros, date un baño de multitud, siéntete orgulloso de haber completado al fin una de las carreras más bonitas de tu vida. Tu entrada en la Plaza de España por la Concatedral de Santa María (siglo XIII) debe ser triunfal.

Terminada a prova, concluo que novamente consegui bater o meu RP com uma marca de 1 h 53´13´´.


Estou muito satisfeito.

Consegui!!!

clicando no link dá acesso a toda a prova


Na tabela classificativa fiquei no lugar 1057º em 1661 finisher´s.
clicando no link da acesso à classificação


clicando no link dá acesso ao traçado da prova via youtube
https://youtu.be/Io0qNTMDIWo

Próxima prova
Meia Maratona Ponte 25 de abril em Lisboa a 19 de março

domingo, 8 de janeiro de 2017

As CORRERIAS de 2016

Media Maratón Tina Ramos de Valdebótoa em Badajoz


Media Maratón Ciudad de Plasencia 


Maratona de Sevilha

 Scalabis Night Race em Santarém

EDP Rock n` Roll 1/2 Maratón de Madrid

Corrida do Sporting


Maratona de Berlim

20 km de Almeirim

Meia Maratona da Nazaré

São Silvestre de Quarteira


São Silvestre de Quarteira 2016

Para finalizar o ano desportivo, a família deslocou-se ao sul do país para passar o ano. Foi na cidade turística de Quarteira.

Foi uma prova em que toda a família participou, esposa e filho realizaram a caminhada dos 5k, o meu filho Diogo efetuou-a a correr tendo obtido um brilhante terceiro lugar.


 

A prova teve como partida na Praça do Mar, com a saída para o calçadão nascente, retornando junto ao restaurante "A Gaivota", voltando depois à Praça do Mar seguindo em direção de Vilamoura no novo Passeio das Dunas, voltando aí em direção da Avenida Infante Sagres indo até à rotunda da praia do Trafal, voltando novamente para Quarteira na meta na Praça do Mar. Foi um percurso totalmente plano.



Rumo a um estilo de vida saudável, a corrida tem se inserido como um estímulo muito aliciante, já que em todas as provas que tenho realizado, tenho ido para elas com uma grande satisfação e sentimento de superação. 
Foi o que aconteceu nesta prova, já que consegui bater a minha melhor numa prova de 10k, tendo obtido aos 10k o tempo de 51´19" .

No entanto, a prova teve uma distância de 10.460m, com a marca oficial foi de 53´30",

A classificação foi o lugar 181º/313º. 


Fiquei muito satisfeito!

Bom ano para todos e votos de muitas corridas!!!

clicando no link dá acesso à classificação

clicando no link dá acesso a toda a prova via Garmin Fénix 3

domingo, 13 de novembro de 2016

Meia Maratona da Nazaré 2016


A 18.ª Meia Maratona da Carreira Desportiva está feita. Desta vez, o Turismo Desportivo em família, foi na cidade costeira da Nazaré, para participar na Mãe de todas as Meias Maratonas. Esta prova vai já na sua 42.ª edição é obra!!!


Duas semanas após ter participado nos 20km de Almeirim, não tive coragem de ficar em casa, já que há alguns anos andava com interesse em participar nesta prova, já que me diziam que era uma prova muito bonita e bastante participada.
De Portalegre participou igualmente o amigo Tozé Lopes do grupo de Amigos "Os Trinca Espinhas" 


A prova decorreu com um clima muito bom para a prática desportiva com muito sol e com vento muito reduzido.
Esta prova não é pródiga para a obtenção de PR (Personal Record), uma vez que no seu percurso a prova decorre por locais algo íngremes. Os seus primeiros 4k são na cidade da Nazaré depois somos dirigidos para uma localidade vizinha de nome Famalicão e é aí que estão as maiores dificuldades, já que esta localidade dista da Nazaré cerca de 6-7k, então até lá "É SEMPRE A SUBIR", mas é verdade o que se sobe também se desce, mas a frescura já não é a mesma, já que o desgaste na subida faz mossa.

A possibilidade de bater recordes será efectivamente nas Meias da cidade de Lisboa, assim espero conseguir na próxima Meia, que será a 4 de dezembro na Meia Maratona dos Descobrimentos.

Para a história fica a marca de 2h 02´19´´, com a classificação de 506.º em 633 classificados. 


Como podem verificar no percurso até Famalicão é sempre a subir.


clicando no link dá acesso a toda a prova

clicando no link dá a acesso à classificação

Próxima prova 1/2 Maratona dos Descobrimentos a 4 de dezembro

domingo, 30 de outubro de 2016

20 km de Almeirim

Mais uma prova para a curta carreira desportiva, enquanto atleta.
Desta vez desloquei-me a Almeirim para participar numa prova mítica do calendário português, nomeadamente aos 20km de Almeirim.


É uma prova mítica no calendário já que esta edição foi a 30.ª edição é obra, sendo a única prova em Portugal com a distância de 20k. 
Eram duas provas com esta distância a de Almeirim e a de Cascais, no entanto, Cascais vai passar a ter a distância de Half-Marathon (1/2 Maratona).


Do meu clube ACPORTALEGRE ainda éramos cerca de uma dezena de atletas.


De referir ainda, que havia outra prova com a distância de 5,5 k que se poderia fazer em modo caminhada, prova essa que a minha esposa realizou, tendo terminado o seu trajeto com mestria.


Depois de na última prova ter conhecido a capital alemã, Berlim, desta vez conheci a cidade capital da "Sopa da Pedra" Almeirim. O trajeto da prova teve um grau de dificuldade diminuto, tendo alguma dificuldade quando nos dirigimos para a Barragem dos Patudos e no retorno para a cidade.

Tendo à sensivelmente um mês realizado a Maratona de Berlim, estava com uma expetativa elevada quanto à obtenção de uma melhor marca. No entanto, poderia ter tido uma melhor prestação, já que me sentia motivado e a participação na prova da minha esposa dava um sinal de apoio inequívoco. O filho Diogo Luís desta vez não foi porque tinha obrigações escolares.
O corpo não é de "ferro" e a obtenção de boas marcas não é como um estalar de dedos, uma vez consegue-se outras vezes não.
O objetivo principal foi atingido, o de concluir a prova, o segundo objetivo seria fazer um tempo inferior a 1h59´59", consegui.


Para os anais de história fica a marca alcançada, ou seja, 1h 56´50". Estou satisfeito por ter realizado mais uma prova, com o tempo nem por isso, fica para a próxima.

clicando no link dá acesso a toda a prova via Garmin Fénix 3
https://connect.garmin.com/modern/activity/1426942010


clicando no link dá acesso à classificação
http://20kms.almeirim.org/2016/ClassGeral.pdf

Próxima prova 1/2 Maratona dos Descobrimentos em Lisboa a 4 de dezembro